quarta-feira, 28 de março de 2007

MATÉRIA DE GEOGRAFIA ATÉ URBANIZAÇÃO

foi péssimo galera mas ñ deu pra postar matéria por um bom tempo!!!
tah aí a matéria desde onde eu parei!!! desde escala!!!!
vai até a última aula dela q foi sobre urbanização!!!!



ESCALA

E = d/D

Onde: E= escala

d= distância gráfica (mm/cm)

D= distância real (m/km)

Obs.:

- Escala pequena: (maior denominador)

maior área

menores detalhes

- Escala grande: (menor denominador)

menor área

maiores detalhes

Tipos de escala:

- Numérica

ex.: 1: 100 000

- Gráfica

MAPAS

Elementos de um mapa

- Título

- Orientação

- Legenda

- Escala

Tipos de mapas

- Políticos (não têm dados específicos. Divisão territorial).

- Temáticos (temas comuns. Ex: vegetação, relevo, clima, etc.)

- Especiais (temas específicos)

- De anamorfose (quando se tem a intenção de ressaltar um tema. Não tem relação com a escala normal).

Projeções

- Cilíndrica (representa melhor as baixas latitudes. Equador)

- Cônica (representa melhor as médias latitudes. Zona temperada)

- Azimutal ou Tangencial (representa melhor as altas latitudes. Regiões polares)

Classificação

- Eqüidistante (distância de vários locais do mapa a um local específico é a mesma)

- Conforme (ângulos retos. Usada para representar oceanos).

- Equivalente (distância gráfica proporcional ao espaço real)

MERCATOR

- Detrimento das áreas continentais

- Visão eurocêntrica (grandes navegações)

- Valorização das formas

- Projeção: cilíndrica

- Classificação: conforme

PETERS

- Visão do mundo subdesenvolvido

- Valoriza a verdadeira proporção das áreas continentais

- Detrimento das formas

- Projeção: cilíndrica

- Classificação: equivalente

CURVAS DE NÌVEL

- Mapas hipsométricos: de altitude

- Linhas próximas: alta declividade (inclinação)

- Linhas espaçadas: menor declividade (mais plano)

TEORIAS DO CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO

1. Malthus: População crescimento geométrico.

Alimento crescimento aritmético.

Alta mortalidade era prejudicial.

Não intervenção do estado. Controle natural da natalidade.

Melhorias na infra-estrutura.

2. Neomalthusiana: responsabilizava os paises subdesenvolvidos e o elevado crescimento demográfico como os culpados pelo quadro de horror marcado por taxas de crescimento demográfico muito elevado ao lado de situação de fome e miséria. Para os neomalthusianos a solução estava na implantação de políticas especiais de controle de natalidade mediante ao emprego de medidas reais (abortos, anticoncepcionais, vasectomia, etc.). acreditavam no controle do crescimento vegetativo.

3. Ecomalthusianos: Acreditavam que preservando os recursos naturais a situação de mortalidade e natalidade melhoraria.

4. Reformistas: A concentração de renda era responsável pela situação demográfica.

Melhoria nas condições gerais de vida, diminuindo as desigualdades sociais, resolvendo, assim tal problema.

FASES DO CRESCIMENTO DEMOGRÁFICO

Industrialização no início do ciclo de crescimento demográfico.

Primeira fase: baixo crescimento vegetativo.

Segunda fase: - fase de transição. Alta natalidade e baixa mortalidade.

- Malthus: defendia a não intervenção do estado.

- Alto crescimento vegetativo (êxodo rural).

- Produção agrícola “acaba” com a teoria malthusiana.

- Ocorreu uma queda natural da mortalidade e depois da natalidade, não comprovando a teoria malthusiana.

ESTRUTURA DEMOGRÁFICA NO BRASIL

- Grande número de jovens: 38% em 1980 e 29% em 2000.

Projeção do IBGE: 23% em 2020

- Idosos: 6% em 1980 e 7,1% em 2000.

Projeção do IBGE: 13% em 2020

- RELAÇÃO COM A REFORMA DA PREVIDÊNCIA OCORRIDA EM 2003: a reforma da previdência aumentou o número de anos de contribuição e foi motivada pelo aumento da expectativa de vida.

CONCEITOS, SIGLAS E EXPRESSÕES:

- ICV: Índice de crescimento vegetativo

- IDH: Índice de desenvolvimento humano

- CV: crescimento vegetativo

- EMIG / IMIG: emigração/ imigração

- PEA: População economicamente ativa

- PEI: População economicamente inativa

- Populoso: População total (habitantes)- quantitativo

- Povoado: População relativa (densidade demográfica geral)

- Ecúmena: Área com condições naturais favoráveis a fixação humana

- Anecúmena: Área com condições naturais NÃO favoráveis a fixação humana.

DINÂMICA DEMOGRÁFICA: apostila p. 36.

Está explicado da forma como a professora ensinou.

PIRÂMIDES DEMOGRÁFICAS: apostila p.44 exemplos de pirâmides etárias no Brasil.

- PAÍSES DESENVOLVIDOS: topo largo e base fina.

- PAÍSES SUBDESENVOLVIDOS: base larga e topo fino.

URBANIZAÇÃO

- Crescimento populacional: Crescimento da mancha urbana vertical ou horizontal

- Decorrente do êxodo rural ligado á industrialização

- PAÍS URBANO: mais de 50 % da população vivendo nas cidades.

- BRASIL: é considerado um país urbano desde 1960. São Paulo é considerado um estado urbano desde 1950.

- É um processo finito. Um país totalmente urbanizado depende da capacidade de cada setor (primário, secundário, terciário). Ex: EUA têm 94% da população nas cidades. O Brasil ainda não completou seu ciclo total de urbanização.

CRESCIMENTO URBANO

- Crescimento natural (por nascimento)

- Infinito

- Crescimento total (urbana + rural) da população

MANCHA URBANA

- Planejada: evita a macrocefalia

- Espontânea: favorece a macrocefalia

MACROCEFALIA: População cresce muito sem o acompanhamento de infra-estrutura

SEGREGAÇÃO SÓCIO-ESPACIAL

- Quando ocorre uma separação da população por questões sociais.

- Ocorre principalmente pela desigualdade social.

- É uma conseqüência da macrocefalia.

- Existe uma segregação não só entre ricos e pobres, mas entre todas as classes. Ex. uma família quem mora em um condomínio fechado e outra que não.

CONCEITOS

- Megacidade: Cidades com pelo menos 10 milhões de habitantes. Ex: Cidade do México e São Paulo.

- Conurbação: Crescimento horizontal entre duas cidades onde não é possível localizar o limite entre os municípios. Ex: Betim e Contagem.

- Região metropolitana: Conurbação de vários municípios á uma metrópole. Ex: Região metropolitana de Belo Horizonte (Grande BH)

- Metrópole: Cidades que possuem mais desenvolvimento e infra-estrutura. Ex: Rio de Janeiro e São Paulo.

- Megalópole: Grandes áreas urbanas que se estendem na região de influência de duas ou mais metrópoles. É o crescimento horizontal de duas metrópoles, no Brasil Rio de Janeiro e São Paulo é uma megalópole em formação. Maior megalópole do mundo: localizada no Japão, de Tókio á Osaka.

- Cidade global: cidades que passam a ter influência alem das fronteiras nacionais. Característica marcante: possuir bolsa de valores.

3 comentários:

Diogo disse...

100 por cento é isso aí!

leticia dantas disse...

ja disseeee, vcs estao de parabens com o site!
bjao

DouglaasS disse...

voltareii sempreeeeeeee

kkkkkkkk³

estudo no cefet de Mg
e amanha eu terei bem uma prova.
Resumindo eu naum tenho praticamenteee nadaaa
de materiaa que ira cair
meu caderno esta como poderia dizem "totalmente brankO"
mas minha sorte eh que encontre esse saitee kkkk

me ajudo pakaaas
tenhoo tudo aÊ

auahuahuah

xD


vlws ao pessoal aÊ